Artigos para Autorreciclagem

Como Criar um Delinquente, As Onze Regras Fáceis

O ato de compreender a Si mesmo não é um modismo oportunista ou brincadeira, nem uma daquelas ondas sociais de curta duração patrocinadas pela mídia de entretenimento, mas, ao invés disso, um estado íntimo e muito sério de permamente vigília, com início mas sem fim, cujo objetivo não é apenas identificar e descartar as falhas de nossa personalidade, mas também descobrir e potencializar nossas qualidades...
"Apenas porque um hábito faz parte de uma tradição centenária, isso não quer dizer que seja coisa necessária ou útil..."
Como Criar um Delinquente, As Onze Regras Fáceis

Não adianta insistir, Padrões que não educam devem ser descartados e esquecidos de uma vez por todas...

Introdução...

Apenas porque um hábito faz parte de uma tradição centenária, isso não quer dizer que seja coisa útil...

Um dos maiores problemas sociais do nosso tempo, além da falta de sensibilidade, é o acirrado antagonismo criado a partir do estado de competitividade que já se tornou uma tradição em nossas vidas.

E em meio a tudo isso, surge o jovem egocêntrico, cujo objetivo de vida é conquistar seu espaço se afirmando como alguém importante dentro da sociedade. E enquanto caminha nessa direção, pouco se importa com as consequências dos seus atos em relação ao seu próximo. E nesse jogo, a falta de respeito e a indiferença aos seus semelhantes são apenas alguns dos ingredientes que ilustram esse novo status.

Os pais, no papel de primeiros e mais importantes educadores, deverão se esforçar para descobrir as causas que levam os jovens a cometerem excessos, e, algumas vezes, integrando a delinquência como parte definitiva de sua personalidade.

Por isso, a seguir, enumeramos 11 Dicas importantes que deverão ser consideradas com seriedade para que seu filho venha a ter uma educação psicológica saudável. Esta lista serve como um "Alerta", uma espécie de roteiro ou pontos críticos que merecem toda nossa atenção.

E por favor, fique de olho nos detalhes do seu próprio comportamento dentro de casa.

Os 11 Pontos Negativos...

  • Comece na infância a dar ao seu filho tudo que ele quiser. Assim, quando crescer, ele acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que deseja, que todos têm o dever de servi-lo.
  • Quando ele disser palavrões, ache graça. Isso o fará considerar-se interessante. Nunca lhe dê qualquer orientação espiritual. Espere até que ele chegue aos 21 anos, e "decida por si mesmo".
  • Apanhe tudo o que ele deixar jogado no chão ou em cima de móveis: livros, sapatos, roupas. Faça tudo para ele, para que aprenda a jogar sobre os outros toda a responsabilidade dos seus atos.
  • Discuta com frequência na presença dele. Assim não ficará muito chocado quando o lar se desfizer mais tarde.
  • Dê-lhe todo o dinheiro que quiser. Nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro. Por que ele terá que passar pelas mesmas dificuldades que você passou?

  • Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida e conforto. Negar pode acarretar frustrações ou traumas existenciais profundos.
  • Tome o partido dele contra vizinhos, professores, amigos. (Afinal de contas, todos têm má vontade para com seu filhinho, e mais importante, todos estão sempre errados, não param de persegui-lo.)
  • Quando ele se meter em alguma encrenca séria, dê essa desculpa: "Nunca consegui dominá-lo."
  • Em ocasiões onde ele estiver reunido com amiguinhos ou com seus irmãos use e abuse das comparações que incitem disputa. Compare seu caráter, sua capacidade intelectual, e seus dotes estéticos. Diga em alto e bom tom para que todos possam ouvir, ele inclusive, coisas do tipo: "Meu filho é mais inteligente que os outros, é mais bonito, é mais esperto, é um gênio..."
  • Se você tiver algum vício, exiba-o publicamente todos os dias, para que todos possam ver, inclusive seu filho. Assim ele vai achar tudo isso natural, e com certeza, mais tarde, vai ouvir e dar atenção às suas repreensões sobre os males que estas imperfeições podem trazer.

Feito tudo isso, prepare-se para uma vida de desgostos. É sem dúvida seu mais que merecido destino!

Fonte: Departamento de Polícia do Texas - EUA
Texto revisado e ampliado por Alberto Filho/Anne Lucille

Leia Também...