Publicidade

Tamanho da Letra:  Tamanho da Letra Tamanho da Letra Tamanho da Letra

5 Atividades para Testar e Desenvolver a Audição Infantil
Autor: Site de Dicas [1]

Série: Compreendendo a Criança
Aprender Brincando é Possível:
A audição infantil precisa ser testada e exercitada desde cedo, isto quer dizer, tão logo seja capaz de interagir com você através do olhar.

Coisas simples que não exige gasto algum, e que qualquer um pode fazer para testar e desenvolver a audição do seu filho, em casa ou numa creche.

Introdução
O Bebê pode ouvir sons antes mesmo de nascer. Assim, não é surpresa que durante os primeiros nove meses de vida, ele seja capaz de:

  • Ouvir e responder aos sons e vozes à sua volta;

  • Divertir-se ouvindo histórias;

  • Responder ao ser chamado pelo nome

Poucas semanas após ter nascido, a capacidade auditiva da criança deve ser testada. Isto é vital já que as crianças aprendem a linguagem ouvindo, e a maioria do desenvolvimento da linguagem infantil ocorre nos primeiros dois anos da sua vida. Se um problema de audição não for detectado até ela entrar na escola, ela já terá seu desenvolvimento psicológico totalmente comprometido.

Mesmo depois de ter testado a capacidade auditiva do bebê, você precisa e deve continuar a fazer auto-testes em casa. Sua criança pode ter algum indício de perda auditiva se, quando for récem nascida, ela NÃO apresenta alguns dos seguintes sintomas:

  • NÃO Se assusta, move, chora ou reage a barulhos e sons inesperados;

  • NÃO Desperta com barulho;

  • NÃO Move sua cabeça em direção ao som da sua voz ou de outros;

  • Naturalmente NÃO imita o som que ouve.

criança e mãe
A Criança que recebe atenção é mais autoconfiante...

Nesse caso, você deverá consultar seu pediatra. Mais de 3 milhões de crianças, apenas na América do Norte, tem problemas de audição. No Brasil, como sempre, não existem estudos ou números a esse respeito, mas estima-se que seja um volume semelhante apesar da população ser menor.

Dessas crianças, cerca de 45 por cento (1.4 milhões) tem menos de 3 anos de idade.

Mesmo que sua criança possa ouvir imediatamente, o que ela escuta pode não lhe interessar naquele momento, assim ela pode não dar atenção. Aprenda e entenda esses episódios, mas não deixe de prestar atenção aos sinais, e continue reforçando sua observação e testando sua audição.


Colocando em Prática

Eis aqui 5 (cinco) atividades que você e sua criança podem fazer juntos, para trabalhar seu potencial auditivo:

  1. Falando com o Bebê:
    . Faixa etária: Do nascimento em diante

    Escute e fale com sua criança durante todo o dia. Não importa se ela não responde. Quando você fala com ela, você está lhe mostrando como usar os lábios e a língua. Aprenda o significado do choro e gestos do seu filho. Ouça os sons que ele faz e observe o modo como ele move seu corpo.

    Faça uma imersão total do seu bebê através de palavras. Por exemplo, quando estiver vestindo sua roupa, dê nomes as cores e as coisas que você estiver colocando na cabeça e corpo dele.

    Cumprimente-o toda vez que o ver. Diga seu nome frequentemente; por exemplo:
    "Ôi Alberto, você dormiu bem? ", ou "Alô, Alberto, você precisa trocar as fraldas?"

    Essas conversações podem parecer algo além da compreensão do bebê, mas lhe dão confiança, e enfatizam o quanto você gosta dele.

  2. Cantando para o Bebê:
    . Faixa etária: Do nascimento até os 3 anos

    Cante para seu bebê. Quando seu filho estiver acordado, cante para ele com voz suave e melodiosa. Tente apenas entoar ou cantalorar algo em tom ameno e amoroso. Isso vai ajudá-lo a acalmar-se, e confortá-lo quando estiver agitado ou chorando (se não for o caso de choro provocado por doença). Não se preocupe se você não tiver dotes musicais apurados - para seu bebê isso não faz a menor diferença. Ele se contentará com os sons que você faz. O que lhe importa é sua presença, ali, do seu lado.

    Quando o estiver alimentando, trocando fraldas, e lhe dando banho, as cantigas de ninar serão um alento para ele. Desse modo, aprenderá que a comunicação dele com você é importante, e que as pessoas prestam atenção quando estão falando umas com as outras.

  3. Lendo para o Bebê:
    . Faixa etária: Do nascimento em diante

    Leia para seu Bebê. Nada estimula mais a inteligência de uma criança que escutar você falar. Os livros ilustrados com figuras e desenhos são magníficos para esta idade. O importante é que tenham uma ou duas palavras por página e ilustrações coloridas. Desenhos são mais definidos para seus olhos que as fotos. Deixe o bebê olhar todas as ilustrações à vontade e sem pressa.

    À medida que vai crescendo, deixe que explore as páginas de livros que contenham mais palavras. Nesse estágio, ele se diverte ouvindo sua voz e encontra nisso calma e grande conforto emocional.

  4. Explique os Sons:
    . Faixa etária: Do nascimento até os 3 anos

    Seja isto o zumbido de um avião, ou o ronronar de um gato, observe que, aquilo que seu filho escuta, permite-lhe ajudar a entender, criar imagens mentais, imaginar e compor os elementos do seu meio ambiente.

    Considere gravar os sons que ele faz aos 3 meses de idade, e a cada 3 meses de vida.

    Mostre-lhe os sons, de modo que ele se divirta ouvindo a si mesmo.

    Tente lhe explicar que, a voz que está ouvindo pertence a ele.

  5. Ensinando o Bebê:
    . Faixa etária: Do nascimento até os 3 anos

    Dê ao bebê instruções simples através de gestos e palavras. Diga a palavra "sorria" e então faça o gesto do sorriso. Ele aprenderá a imitar suas ações. E, à medida que se desenvolve, levante suas mãos ou pés e diga, "pra cima" então, abaixe-os e diga, "pra baixo".

    Quando for crescendo, aponte e olhe na direção de um objeto e identifique-o. Por exemplo, aponte para seu carrinho e diga, "carro". Pegue o carrinho e identifique-o outra vez. Logo, quando você disser "carro", ele será capaz de apontar por si mesmo para o brinquedo e eventualmente pegá-lo.

    Ajude seu filho a descobrir a si próprio. Coloque-o sobre um cobertor e se ajoelhe diante dele. Abaixe seu rosto de modo que fique à mesma altura do dele. Toque seu rosto e diga "rosto". Então, coloque as mãos dele sobre seu rosto, e repita. Faça a mesma coisa com outras partes do corpo, como nariz, boca ouvidos, etc.

    Use sua imaginação e crie novas atividades.


Fim do Texto





Autor:
Site de Dicas - contato@sitededicas.com.br


Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do Site.

Notas sobre a Autoria:
[1] Todas as dicas foram elaboradas pela nossa equipe multidisciplinar especializada em Educação Infantil e Juvenil, que é formada por Educadores, Psicopedagogos e outros especialistas da Cognição, com exclusividade para o Site de Dicas.

Bibliografia: Departamento de Educação Pública dos Estados Unidos
Projeto: Ensinando os Pais a Ensinar.
Texto adaptado e revisado por: Alberto Filho e Jon Talber.

Publicidade

Assuntos Relacionados
Atividades Didáticas para Imprimir
Tarefas, brincadeiras educativas para todas as faixas etárias, já prontas para impressão
Desenhos para Colorir
Desenhos em Preto e Branco com temática infantil feitos especialmente para colorir
Dicas de Atividades
Dicas selecionadas sobre comportamento infantil nas classes iniciais
Dicas de Educação
Dicas úteis de Educação em geral, para Pais e Educadores.
Guia de Atividades
Uma seleção de brincadeiras didáticas que podem ser praticadas em qualquer ambiente.
Boas Ideias
Dicas de Atividades e Práticas didáticas para pais e educadores, para sala de aula ou casa.
Curso de Criação de Atividades
Dicas práticas para capacitar o Educador ou Pai a criar Atividades Cognitivas.

Dica de Última Hora
Dicas de Educação
Uma das melhores ferramentas didáticas de todos os tempos são os Jogos de Memória. Além de aumentar a capacidade Cognitiva da criança, o senso de Organização, a Memória visual, entre outros, trabalha intensamente sua Autoconfiança.

Publicidade

Atividades Didáticas para Imprimir