Fábulas Ilustradas

Fábulas de Esopo
Publicidade

Tamanho da Letra:  Tamanho da Letra Tamanho da Letra Tamanho da Letra


O Lobo, o Cabrito, e a Cabra
Autor: Esopo [1]

Mais Seguro está quem não confia na Segurança

O Lobo, o Cabrito, e a Cabra
De nada adianta se proteger do perigo, quando não somos capazes de reconhecê-lo...

Certa manhã, Mamãe Cabra foi ao mercado comprar provisões para sua casa, onde viviam ela mesma e seu filhote.

"Tome conta da casa meu filho", ela disse ao Cabrito, enquanto fechava a porta com cuidado. "Não permita que ninguém entre, a menos que o visitante diga a seguinte frase secreta: "Quero distância dos Lobos e de toda sua raça!"

Bastante atento, um Lobo que estava à espreita ali perto, escutou cuidadosamente o que a Cabra dissera.

E assim, tão logo a mãe Cabra sumiu de sua vista, ele caminhou até a porta, bateu nela, e com uma voz macia quase melodiosa falou: "Quero distância dos Lobos e de toda sua raça!"

De fato, aquela era a palavra certa, mas quando o filhote de Cabra viu pela fresta de baixo da porta, a sombra de uma figura estranha, não se sentiu totalmente seguro. Então disse: "Mostre-me sua pata branca, ou não o deixarei entrar..."

Uma pata branca, é um atributo que quase nenhum Lobo possui, e assim, o Senhor Lobo, foi embora com a mesma fome que havia chegado.

"Você nunca está totalmente seguro", exclamou o Cabrito, enquanto via, pelo buraco da fechadura, o Lobo que se afastava em direção à floresta.

Moral da História:
Sábio é aquele que confia sempre desconfiando.

Moral da História 2:
A prudência ainda é a mais eficaz forma de proteção...






Notas sobre O Autor:
[1] Esopo, o mais conhecido dentre os fabulistas, foi sem dúvida um grande sábio que viveu na antiguidade. Sua origem é um mistério cercado de muitas lendas. Mas, pode ter ocorrido por volta do ano 620 A.C.

Várias cidades se colocam como seu local de nascimento, e é comum que o tratem como originário de uma cidade chamada Cotiaeum na província da antiga Frígia, Grécia.

Acredita-se que já nasceu escravo, e pertenceu a dois senhores. O Segundo, viria a torná-lo livre ao reconhecer sua grande e natural sabedoria. Conta-se que mais tarde ele se tornaria embaixador.

Em suas fábulas ou parábolas, ricas em ensinamentos, ele retrata o drama existencial do homem, substituindo os personagens humanos por animais, objetos, ou coisas do reino vegetal e mineral.

Assuntos Relacionados
Contos Reflexivos
Fábulas modernas de grande profundidade. Uma visão inteligente da realidade humana
Podemos Ensinar os Jovens
Histórias reais, exemplos de vivências que poderão servir como referência para todos
Contos Infantis Ilustrados
Maravilhosos Contos Infantis Ilustrados que encantam Jovens e Adultos
Contos da Carochinha
Contos de exemplos dos antigos. São os contos populares contados por nossas Avós

Atividades Didáticas para Imprimir