Curso de Criação de Atividades Didáticas
Curso de Criação de Atividades Didáticas
Autor: Site de Dicas[1]
LIÇÃO 1 - Pensando em Atividades Didáticas
Atividades Didáticas sem Custos
"Se o objetivo da vida não for o eterno aprender, a vida então se transforma numa sucessão de dias vazios, uma porta sempre aberta para o tédio..."
Introdução
Professor

Descobrir como ensinar da forma correta a filhos e alunos pode não ser uma tarefa muito simples. As centenas de planos teóricos que já foram criados com essa proposta refletem bem o tamanho do problema. Ocorre que numa criança pequena, onde os valores que consideramos éticos ainda não fazem parte de sua personalidade, onde cada indivíduo no papel de aluno já chega de casa contaminado com as manias e hábitos peculiares da mesologia onde vive, ensinar de forma produtiva e edificante para esse grupo pode, algumas vezes, deixar o educador desanimado.

Assim, diante dessa realidade, alguns educadores tomam a decisão de desistir da educação capaz de modelar os valores éticos de cada um desses jovens e se limitam a repetir a “água com açúcar” que representa o modelo educacional vigente, cuja tarefa é simplesmente transferir, a exemplo de uma copiadora, o conteúdo das apostilas, para aquelas mentes ainda sem um perfil psicológico definido.

E ali todos aprendem sobre letras e números, ou sobre as lendas biográficas construídas especialmente para justificar algum evento social, ou tradição, ou qualquer outra coisa. E ali também se cria a condição necessária para que o aluno se torne um técnico em teorias, afinal de contas, isso garante que passe de ano, e assim, escola e educador acreditam que estão a cumprir seus papéis, uma vez que estão seguindo ao pé da letra a pauta planejada pelas instituições oficiais encarregadas de definir o modelo educacional.

O Hábito da Competição

No modelo tradicional, do qual infelizmente não podemos fugir totalmente, os alunos se cientificam na “técnica de prestar exames” e logo se tornam especialistas no assunto. É disso que irão precisar para o ingresso no mercado de trabalho. Ali também se cria o hábito da competição, a ambição por chegar sempre à frente dos demais[1]. E nesse contexto, todos brigam entre si por um lugar ao sol. E ali será impossível que se aprenda o valor da amizade. E como poderiam, se todos são antagonistas, se tornaram adversários que disputam uma posição de destaque, um espaço restrito que não comporta todos?

E as falhas, os erros cometidos, uma condição natural para o desenvolvimento cognitivo de qualquer ser vivo dotado de cérebro, são tratados como uma anomalia imperdoável, uma deformação capaz das mais temíveis sanções e castigos. Não se ensina que os erros, aqueles não intencionais, são os caminhos naturais para os acertos ou qualificação individual.

O pai ou preceptor que se dê conta da importância do ensino, não tenta passar para as crianças ou alunos seus próprios ideais de forma disfarçada, ou sob qualquer outra forma de coação. Ao contrário, se verdadeiramente se preocupam com a educação, devem observar com cautela seu filho ou aluno, um por um, e aos poucos descobrir suas predisposições e habilidades inatas, os traços da cada temperamento, e de posse dessas informações, deverá administrar de forma mais inteligente o aprendizado útil para cada um.

Temperamento e Vocação

Pontos fracos e fortes devem ser conhecidos. Sobre essa base se construirá um adulto coerente, sensato, disciplinado, organizado, ou o contrário de tudo isso. Como podemos erradicar uma falha que não conhecemos, assim como reforçar uma virtude ou qualidade que ignoramos? Uma vocação deve ser reforçada, potencializada, assim como um vício ou desvio de conduta deve ser erradicado, eliminado. O êxito do educador ou pai será também o do aluno e filho desde que ambos estejam empenhados na mesma tarefa e nunca caminhando em direções opostas.

Outro ponto importante a ser considerado, é se dispor a ouvir da própria criança, quais são as Atividades que gostam. Sabemos que naquelas escolhidas por elas há sempre um maior empenho e interesse na realização. Usando o bom senso, o educador deverá fazer algumas modificações nessas atividades, para melhor adequá-las às suas necessidades e propostas cognitivas, e nunca ficar preso, refém incondicional, dos padrões repetitivos já existentes e que não funcionam.

Quando o mundo era um lugar mais digno de se viver, onde todos se respeitavam de forma mútua, entre os sábios já existia a proposta da cognição prática, o modelo lúdico, onde a criança ou jovem aprendia vivenciando a coisa, quase como se fosse uma brincadeira. Aprendiam com a vida, com as relações sociais e pessoais, com os problemas, e de tudo isso sempre tiravam uma lição proveitosa para incorporar ao seu repertório cognitivo pessoal.

Conclusão

Desse modo, as atividades lúdicas com fins didáticos, desde a mais conhecida antiguidade, era naturalmente uma forma de educação, o primeiro modelo, e ainda hoje o mais eficaz e produtivo. Ali a criança aprende fazendo, experimentando, vivendo todo processo criativo. E com a quantidade de recursos dos quais dispomos hoje em dia, podemos tornar nossas práticas didáticas verdadeiras aulas de cidadania, conscientização, qualificação técnica, e tudo isso simplesmente, brincando.

E há de se considerar o grupo etário de cada aprendiz, seu temperamento, uma vez que cada uma dessas condições é fator relevante na forma de assimilação do conhecimento. Feito essas considerações, vamos ao trabalho.

Notas:
[1] No modelo de ensino tradicional a competição é uma regra. Ali não se aprende a compartilhar, mas antes disso, a trocar. E o "dando que se recebe" se tornou o axioma predominante. Resultado, antagonismos e conflitos até entre irmãos, filhos, pais, e a amizade só existe para troca de favores, como se aquele ato fosse uma atividade comercial, claro, com fins lucrativos.

Atividades Didáticas para Imprimir
Dicas de Alimentação e Saúde
Editoria de Educação do Site de Dicas.
Veja mais detalhes sobre o autor ou autores nas notas abaixo.

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.

Sobre a Autoria:
Site de Dicas [1] - Todas as dicas foram elaboradas pelo nosso corpo docente com exclusividade para o Site de Dicas.

Email: contato@sitededicas.com.br

Índice das Lições

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber por Email as novidades do Site

Delivered by FeedBurner

Assuntos Relacionados
Dicas de Educação
Dicas úteis de Educação e Atividades didáticas em geral para Pais e Educadores.
Guia de Atividades
Uma seleção de brincadeiras didáticas que podem ser praticadas em qualquer ambiente.
Dicas de Maternal
Dicas práticas e orientações para Educação infantil e formação Pré-escolar
Dicas de Educação Integral
Matérias inéditas sobre Educação Holística escritas com exclusividade para o Site
Atividades Didáticas para Imprimir
Tarefas, brincadeiras educativas para todas as faixas etárias, já prontas para impressão
Cursos Gratuitos na Internet
Dicas de Cursos Gratuitos na Internet, dentro das mais diversas especialidades.
Software Educativos Grátis
Softwares Educativos gratuitos selecionados e comentados pelo site.
Cliparts
Uma seleção com os melhores cliparts gratuitos classificados por categorias.
Desenhos para Colorir
Desenhos em Preto e Branco com temática infantil feitos especialmente para colorir
Vídeos Educativos Selecionados
Uma coleção de vídeos educativos escolhidos e comentados pelo site
Dicas de Educação