Curso de Criação de Atividades Didáticas
Curso de Criação de Atividades Didáticas
Autor: Site de Dicas[1]
LIÇÃO 2 - Como Trabalhar a Criatividade na Concepção de Modelos
Atividades Didáticas sem Custos
"A vida é um movimento sem explicação, e a compreensão do fato de que não há explicação para esse movimento, nos torna iguais..."
Introdução - Compreendendo o Processo Criativo
Professor

O processo de Criação de uma nova Atividade ou a adaptação de uma já existente é uma verdadeira arte onde a imaginação do autor deve fluir sem limites.

Antes de falarmos sobre este processo, precisamos entender um pouco como funciona nossa mente que tem por padrão operacional, ou seja, possui um motor que trabalha segundo o modelo analógico. Por analógico, entenda-se: Nosso pensamento, ideias, enfim nossa mente, só funciona segundo o princípio da comparação, ou seja, só consegue criar alguma coisa derivada de algo que já viu antes.

Isso apesar de óbvio, de ser um fato simples, pode a princípio não ser evidente para muitas pessoas, mas explica o porquê da limitação que temos em criarmos algo novo, absolutamente inédito. É claro que não podemos fugir à regra, mas podemos nos adaptar a esse modelo e começar a criar coisas novas mesmo que sejam baseadas em modelos já existentes. Mas nosso objetivo aqui não é o estudo da mente, muito menos discutir sobre o porquê de nosso pensamento funcionar desse modo.

Na maioria das vezes, o autor de uma Atividade Recreativa não consegue criar o que tem em mente, ou porque fica limitado pelas suas habilidades, ou pela sua incapacidade temporária na consecução da tarefa idealizada. Assim, por não se sentir capaz de materializar a tarefa que tem apenas como ideia, este a descarta prontamente.

Isso é errado, pois se ele não é capaz de realizá-la, certamente outra pessoa com as habilidades requeridas, das quais ele se ressente, poderia fazê-lo. Nesse caso, seu papel seria apenas o de ter a ideia, e a execução, o processo de feitura, isto ficaria a cargo de outra pessoa com habilidade para desenvolvê-la e talvez aplicá-la. Afinal, o mais importante será sempre a ideia, pois a forma de como dar vida a uma ideia pode ficar a cargo de terceiros.

Isso daria ao criador de Atividades uma liberdade que ele poderia não ter antes por não considerar esse fato. Assim ele teria liberdade para criar coisas que iriam muito além daquelas que suas habilidades profissionais fossem capazes de realizar. Teria ele então o papel de apenas ter ideias, e outros as executariam. Desse modo, onde a imaginação não estaria mais limitada pelas habilidades do autor, muita coisa nova poderia de fato surgir.

As Regras Básicas para Criação de uma Atividade

A nosso ver apenas Duas condições básicas devem servir de orientação para o educador na hora de aplicar ou criar uma Atividade, são elas:

  1. Conhecer o valor didático da mesma, aquilo para que serve.

  2. Saber adaptá-las às necessidades e conveniências da turma de modo a manter todos interessados e sem perder o valor educacional, e também sem desviar-se do foco que é o educar divertindo.

A estas duas condições, acrescentamos duas etapas que são:

  1. Como encontrar Atividades em Potencial no ambiente, na mesologia, isto é, como reconhecer no ambiente imediato, coisas que possam dar origem a Atividades cognitivas.

  2. Saber medir na hora o custo-benefício de uma ideia que poderá ser transformada em Atividade, isto é, valorizar as ideias que possam ser aplicadas com pouco ou nenhum custo, mas que tenham valor educativo, quer dizer, que sejam didaticamente úteis e financeiramente viáveis.

Conclusão

Usar a criatividade muitas vezes requer coragem, pois algumas Atividades que a princípio se mostrem pouco promissoras, podem esconder uma grande potencial instrucional. É preciso também considerar o valor educativo amplo de uma atividade recreativa com fins didáticos.

Isto significa dizer que, as melhores Atividades são aquelas que vão além da cognição vulgar, são aquelas que além de trabalhar alguma habilidade e qualificação também atuam no aspecto psicológico do indivíduo. Um exemplo disso são os exercícios didáticos que ensinam valores que extrapolam o lado material, tais como, a reflexão, a ponderação, o equilíbrio emocional, aspectos éticos da conduta, etc.

Atividades Didáticas para Imprimir
Dicas de Alimentação e Saúde
Editoria de Educação do Site de Dicas.
Veja mais detalhes sobre o autor ou autores nas notas abaixo.

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.

Sobre a Autoria:
Site de Dicas [1] - Todas as dicas foram elaboradas pelo nosso corpo docente com exclusividade para o Site de Dicas.

Email: contato@sitededicas.com.br

Índice das Lições

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber por Email as novidades do Site

Delivered by FeedBurner

Assuntos Relacionados
Dicas de Educação
Dicas úteis de Educação e Atividades didáticas em geral para Pais e Educadores.
Guia de Atividades
Uma seleção de brincadeiras didáticas que podem ser praticadas em qualquer ambiente.
Dicas de Maternal
Dicas práticas e orientações para Educação infantil e formação Pré-escolar
Dicas de Educação Integral
Matérias inéditas sobre Educação Holística escritas com exclusividade para o Site
Atividades Didáticas para Imprimir
Tarefas, brincadeiras educativas para todas as faixas etárias, já prontas para impressão
Cursos Gratuitos na Internet
Dicas de Cursos Gratuitos na Internet, dentro das mais diversas especialidades.
Software Educativos Grátis
Softwares Educativos gratuitos selecionados e comentados pelo site.
Cliparts
Uma seleção com os melhores cliparts gratuitos classificados por categorias.
Desenhos para Colorir
Desenhos em Preto e Branco com temática infantil feitos especialmente para colorir
Vídeos Educativos Selecionados
Uma coleção de vídeos educativos escolhidos e comentados pelo site
Dicas de Educação