Uma Opinião Crítica
Uma Opinião Crítica
O Poder de Indução da Máquina de Vendas
Autor: Editoria: Site de Dicas[1]
29 de março de 2016
Somos convencidos a consumir o que não precisamos, e ainda somos compelidos a acreditar que o fazemos porque essa é nossa vontade...
"Ignorância é quando precisamos de justiça para nos obrigar a cumprir com nossos deveres..."
O Poder de Indução da Máquina de Vendas
Pela insistência, uma mentira, apesar de não se basear em fatos, na cabeça do público alvo, logo se transformará em uma verdade que não requer comprovação...

Um Conto Reflexivo: Um avarento, sem querer, deixou cair uma moeda de ouro nas águas profundas de um lago, ao que exclamou: "Pelo menos aí ninguém mais poderá te tocar..."

Parece que, quanto mais tecnologicamente progredimos, mais problemas são criados no lastro desse progresso. Sendo um progresso com desdobramentos negativos, seria mais coerente ser chamado de pseudoprogresso. Progresso com ressalvas ou efeitos colaterais negativos não pode ser uma evidência de evolução.

E embora possamos nos iludir com as aparências, onde as luzes do circo que criamos para nosso entretenimento acabam por nos ofuscar, com a firme ideia de que estamos avançando, psicologicamente, continuamos tão primitivos quanto nossos mais antigos ancestrais, quando ainda habitávamos em cavernas, com nossos dias pontuados pelas superstições e pelo medo da própria sombra.

E tudo isso acaba por construir um homem problema. Não um homem sujeito à ação dos problemas, mas um homem gerador de seus problemas, uma vez que se torna incapaz de viver sem eles. Eis a síntese do homem que hoje somos: uma fonte permanente de problemas. Não porque sejam necessários ao nosso viver, mas porque se tornou a principal engrenagem da vida moderna. E assim, os problemas se tornaram os alicerces de toda estrutura social.

E há uma máxima social onde os problemas ao invés de serem erradicados, tendem a ser multiplicados e mascarados sob o manto dos eufemismos. Assim, parece não existir dentro da mesologia um movimento interessado em acabar com eles, mas, ao invés disso, um retro movimento empenhado em mantê-los, e na medida do possível, criar mais.

A maioria das soluções para os nossos problemas atuais têm sempre como conseqüência imediata e intencional a criação de outros tantos. Mas isso pouco importa, pois na mesma proporção em que eles são criados, há uma sofisticada máquina encarregada, não de tentar erradicá-los, mas de suavizá-los. E há uma solução pronta para quase tudo, na verdade um remendo, pelo qual temos que pagar um preço.

E traçamos tantas metas para nosso futuro, que logo a ideia de mais de uma vida para a conquista de todas elas, se mostra como uma coisa bastante atraente e ponderável. E nossas preferências e carências mudam no ritmo das tendências do marketing de vendas das grandes corporações ou grupos comerciais.

Daí a imensa importância que a religião passa a ter em nossas vidas. Afinal de contas, com tantas pendências em nossa pauta de reivindicações, para suprir a todas, quem senão uma força mágica? São tantas, e a cada novo dia, uma nova “corrente” entra no ar. E uma vez mais, lá estão as carências, que se manifestam em nosso corpo somático como patologias, cujo remédio é o consumo compulsivo.

Observando a causa do nosso sofrimento, ou a motivação por trás de nossas tristezas ou alegrias, teremos quase sempre, como determinantes, motivações consumistas. E também temos de medo de perder aquilo que já conquistamos, ou de não ganhar o que desejamos. E tudo isso é o resultado de um árduo e gradual trabalho de lavagem cerebral, feito de forma discreta, ao longo dos anos, pela poderosa máquina publicitária e midiática.

A sociedade nos oferece a possibilidade de sonhar com aquilo que gostaríamos de ser, nunca o que verdadeiramente somos. Ela nega que somos suficientes para nós mesmos, que podemos ser felizes com o factível, com aquilo que de verdade podemos conquistar. E nós, claro, sempre aceitamos a provocação, ou sugestão.

Ela nos oferece a possibilidade da conquista do inconquistável; do sonho que nunca foi sonhado antes, da transformação do mundo onde vivemos, de acordo com nossa vontade e feição, através da força, poder e competição. A competição nos induz a acreditar que, superior é todo aquele que chega à frente, atropelando os demais.

E desde a menor infância, nosso temperamento é lapidado a partir de nossas emoções. Enfatiza-se o emocional e ignora-se o racional. O emocional potencializa o Ego, que é o sujeito virtual que classifica os verbos da seguinte forma: Eu quero, eu existo, eu preciso, eu sou importante, sem contemplar os outros. E qual é o princípio regente desse Ego? “Não estou satisfeito; preciso de mais, e mais...”

Assim, se não somos suficientes para nós mesmos, lá estarão eles, com seus produtos e soluções mágicas, dispostos a resolver a questão, como os únicos agentes qualificados para nos mostrar o que é felicidade.

Com as modernas técnicas de condicionamento das massas, cujo processo dominam com perfeição, nos guiarão como animais amestrados. Cuidarão do nosso corpo, do nosso querer, da nossa vida e da nossa morte. E a razão de tudo isso? Dar vazão aos produtos que saem de suas linhas de produção, ou seja, vender; vender para lucrar, uma vez que o dinheiro se tornou o mais poderoso meio de dominação existente.

Soluções é tudo que alegam ter, para qualquer problema existencial do homem. Mas se engana que pensa que estão interessados em melhorar nossa qualidade de vida. Pelo contrário, seu interesse é criar dependências, ou necessidades inexistentes, ou ficariam impedidos de nos vender soluções mágicas. E todo processo é feito de forma discreta, em silêncio. É como o veneno que mata aos poucos, proporcionando à vítima uma agradável sensação de bem estar a cada dose ingerida.

Se por trás do ideal de sucesso não existisse os fracassados, eles estariam em apuros. Nesse ponto, a ciência que chamaram de Neurolinguística se destaca de forma decisiva. Trata-se de uma técnica onde, através de palavras cuidadosamente escolhidas, comandos chaves de grande efeito psicológico, nas mãos dos hábeis propagandistas, tornam o recondicionamento uma coisa trivial.

E assim conseguiram convencer as pessoas de que o objetivo da vida é se tornar importante. Por isso criaram um protocolo que chamaram de Status. Sua função dentro do marketing de vendas? Suprir essa grande carência humana, ou seja, criar os meios necessários para que o indivíduo seja capaz de se destacar em meio aos demais, e sempre a partir da ostentação. Um enquadramento possível após a conquista de certos atributos ou símbolos que estão à venda, tais como, objetos, ideias ou serviços.

São conhecedores profundos do tamanho do vazio existencial humano, afinal de contas, a maior parte desse repertório de angústias saiu de suas linhas de produção, um departamento onde as novas mentalidades são concebidas. E a cada ano surge uma nova safra de potenciais objetivos que deverão ser transformados em metas existenciais, necessidades, evidentemente, inalcançáveis, ou não teria graça.

Ser útil é sentir-se livre, livre para fazer o que manda nosso discernimento, isso quando o temos. Ocorre que não o temos. Nosso discernimento também saiu de suas centrais de condicionamento. Não há saída, estão por toda parte, desde as prateleiras dos supermercados, até o interior dos locais destinados à nossa reflexão espiritual.

E o ato de refletir tornou-se uma blasfêmia ou heresia. Por isso cuidaram de criar a mentalidade que agora faz parte dos nossos dias, onde o sujeito é incitado a agir sem pensar, e por isso compra sem precisar. E fechando com chave de ouro o processo, esse mesmo sujeito prefere remediar os males que ele mesmo cria, ao invés de prevenir ou evitá-los.

Fim do Texto
Editoria de Educação do Site de Dicas.
Veja mais detalhes sobre o autor ou autores nas notas abaixo.

Nota de Copyright ©
Proibida a reprodução para fins comerciais sem a autorização expressa do autor ou site.

Sobre o Autor:
[1] Alberto Silva Filho - albfilho@gmail.com
O autor é um dos organizadores e coordenadores do Site de Dicas.


Observação: O autor não possui Website ou página pessoal na Internet.

Os artigos aqui apresentados, além de refletir nossa opinião sobre os diversos assuntos da atualidade, são resultados de estudos antropológicos e sociais dos nossos pesquisadores, que ora compartilhamos como nosso público leitor.

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber por Email as novidades do Site

Delivered by FeedBurner

Assuntos Relacionados
Dicas de Educação
Artigos de diversos autores sobre Educação geral, Integral e Consciencial.
Dicas de Educação Integral
Matérias inéditas sobre Educação Holística escritas com exclusividade para o Site
Conte seu Problema
O comportamento infantil à luz da psicanálise. Relatos de Casos autênticos.
Grito de Alerta
Importantes Alertas para Pais e Educadores que se preocupam com o futuro dos filhos...
Podemos Ensinar os Jovens
Histórias reais, exemplos tirados do dia a dia, um valioso referencial para todos
Vídeos Educativos Selecionados
Uma coleção de vídeos educativos escolhidos e comentados pelo site
Humor Reflexivo
Um Humor inteligente que retrata as contradições e dramas do Homem
Dica de Última Hora
Dicas de Educação
Uma das mais eficientes formas de estabilizar a inquietude mental das crianças, especialmente acima dos 3 anos, é a prática de um processo meditativo. Veja o artigo: A Prática Respiratória no Dia a Dia.
Outras Sugestões de Leitura